Casos de covid-19 chegam a 26,9 milhões no Brasil


O número de mortes em decorrência de complicações associadas à covid-19 chegou a 635.074 no Brasil. Em 24 horas, o país registrou mais 1.264 óbitos – ontem (8), o sistema de informações da pandemia marcava 633.810 mortes.

De ontem para hoje (9), foram registrados mais 178.814 diagnósticos positivos de covid-19. Na terça-feira, o total de casos estava em 26.776.620 e hoje chegou a 26.955.434.

Desde o início da pandemia, 26.955.434 de pessoas morreram por causa da doença. Ainda há 3.172 mortes em investigação. Nesses casos, são necessários exames e procedimentos posteriores para determinar se a causa da morte foi covid-19.

Estão em acompanhamento 3.017.168 de casos de covid-19. O termo é usado para designar casos notificados nos últimos 14 dias que não tiveram alta, nem evoluíram para morte.

Até hoje, 23.303.192 pessoas se recuperaram da covid-19. O número corresponde a 86,5% dos infectados desde o início da pandemia.

As informações estão no balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado no início da noite desta quarta-feira (9). O balanço consolida as informações enviadas por secretarias municipais e estaduais de Saúde sobre casos e mortes por covid-19.

Dados de casos e mortes por covid-19 divulgados nesta quarta-feira (9).

Dados de casos e mortes por covid-19 divulgados nesta quarta-feira (9). – 09/02/2022/Divulgação/ Ministério da Saúde

Estados

Conforme a atualização do Ministério da Saúde, São Paulo é o estado com maior número de mortes por covid-19 (160.542), seguido por Rio de Janeiro (70.448), Minas Gerais (57.075), Paraná (41.570) e Rio Grande do Sul (37.384).

Os estados com menos óbitos resultantes da doença são Acre (1.909), Amapá (2.068), Roraima (2.106), Tocantins (4.028) e Sergipe (6.147).

Vacinação

Até esta quarta-feira, foram aplicados 369,6 milhões de doses de vacinas contra covid-19 no país: 168,3 milhões receberam a primeira dose e 153,8 milhões, a segunda ou a dose única. A dose de reforço já foi aplicada em 43,3 milhões de pessoas.



AGÊNCIA EBC

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on print
Print