São Paulo terá força-tarefa de combate ao Aedes aegypti


A cidade de São Paulo terá uma ação especial de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, neste fim de semana. Uma força-tarefa com cerca de 2 mil agentes de saúde vai atuar para eliminar o mosquito adulto e também as larvas, além de conscientizar a população sobre os riscos da doença. Eles farão visitas nas casas e em pontos estratégicos do município.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os casos confirmados de dengue na cidade caíram 29,2% este ano. Até a Semana Epidemiológica 15 de 2021 – período que abrange janeiro até meados de abril – houve 3.511 ocorrências. Até a mesma semana epidemiológica de 2022, foram 2.485 casos. Em todo o ano passado e até meados de abril deste ano, a secretaria não registrou nenhuma morte por dengue na cidade.

A prefeitura aponta que o objetivo da ação é fazer “o controle larvário com o uso de larvicida biológico, bloqueios de transmissão, eliminação manual de criadouros, nebulização de inseticidas com máquinas de nebulizações ultrabaixo volume (UBV) veicular e costal e atendimento às solicitações”.

A Secretaria de Saúde pede que a população colabore, fique em alerta e adote medidas para impedir a formação de pontos de água limpa parada, seja dentro de casa, no quintal ou com a exposição de objetos que podem contribuir para a proliferação dos mosquitos.

A força-tarefa tem à frente a Coordenadoria de Vigilância em Saúde e a Divisão de Vigilância de Zoonoses. Participam todas as 28 Unidades de Vigilância em Saúde.

Segundo o órgão, em 2021, 2,7 milhões de ações casa a casa foram realizadas. Em 2022, até o momento, foram feitas quase 927 mil ações, sendo mais de 469 mil visitas em residências.



AGÊNCIA EBC

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on print
Print