Aconteceu em Santa Catarina, padrasto confessa ter matado menina de 2 anos com corte no pescoço!

A pequena Maitê Brambila dos Anjos, de 2 anos, foi encontrada morta com um corte no pescoço, em Treze Tilias (SC), na terça-feira (26). De acordo com a Polícia Civil, o padrasto da criança confessou o crime e afirmou que matou a criança após a mãe dela ter dado um ultimato para que ele saísse de casa. As informações são do jornal O Globo.

Conforme o delegado Marcelo Marins, o padrasto afirmou ter preparado uma mamadeira para o bebê e chegou a deitar na cama com a criança. A mãe da menina havia saído de casa para trabalhar. Após cortar o pescoço de Maitê, ele fugiu e se escondeu em uma área de mata da cidade.

O corpo da vítima passou por um exame no Instituto Geral de Perícia e foi enterrado nesta quinta-feira (28) no cemitério da cidade.

Ainda segundo a polícia, o padrasto ligou para a Polícia Militar um dia após o crime para se entregar. Ele foi levado para a delegacia regional de Joaçaba e deve responder por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e impossibilidade de defesa por parte da vítima.

“O problema dele era com a companheira, mas ele descontou a raiva na criança. Esse é o relato dele. Pedimos um exame para saber se houve violência sexual, que ele nega” disse o delegado.

À polícia, a mãe da criança confirmou que havia terminado o relacionamento há cerca de um mês, no entanto, deixou Maitê aos cuidados do padrastro. Conforme a mulher, naquele dia, eles haviam combinado que o homem sairia de casa. Ele estava morando com ela há oito meses.

 

Ainda segundo o delegado, o padrasto não parece ter problemas psiquiátricos. “Ele não aparenta ter sinais de biopolaridade ou de que tenha sofrido um surto psicótico. Durante o depoimento, ele foi frio, não demonstrou arrependimento e não chorou”, contou Marins.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on print
Print