Rádio Juliano Luz

Ato celebra Dia da Consciência Negra no Rio de Janeiro


O tradicional ato de comemoração do Dia da Consciência Negra em frente ao monumento de Zumbi dos Palmares, foi celebrado na manhã de hoje (20) no centro da cidade do Rio de Janeiro. A manifestação começou logo cedo, com uma roda de capoeira.

O presidente do Conselho Estadual de Direitos do Negro (Cedine), Luiz Eduardo de Oliveira, conhecido como Negrogun, lembra que, em 2021, completam-se 50 anos desde a primeira comemoração da Consciência Negra no país.

“Estamos celebrando a vida e a liberdade. A vida porque essa pandemia ceifou tantas vidas nossas, que, nós, que ainda estamos vivos, temos que celebrar a memória deles que já foram. E a liberdade temos que celebrar sempre, ainda mais num momento em que vemos tantas injustiças, tantos jovens sendo presos, por reconhecimentos absurdos por fotos”, disse Negrogun.

“O racismo não é uma questão individual, personalista. O racismo não é um traço do indivíduo. Ele é uma condicionante que forma a estrutura da nossa nação. Nossa nação foi forjada a partir de princípios que são completamente racistas. A própria ideia de escravidão, como ela se deu, já é o maior sinal disso”, explica o coordenador de Promoção da Igualdade Racial do município do Rio de Janeiro, Jorge Freire.

Negrogun acredita ser difícil acabar com o racismo, justamente porque ele é estrutural, ou seja, está entranhado na cultura da sociedade. “A única forma de você conseguir subjugá-lo é com educação. Se você não trabalhar a educação, a equidade de direitos e acesso à informação, o racismo vai continuar perdurando. A gente sabe que não vai extinguir o racismo nunca, mas a ideia é avançarmos cada vez, desestruturando ele”.

O município do Rio de Janeiro preparou este ano uma série de eventos para celebrar a Consciência Negra ao longo de todo o mês, em um calendário de ações chamado Novembro Negro. Hoje, por exemplo, estão previstos um espetáculo sobre a data na Lapa, às 16h; um baile charme no Planetário do Rio, às 19h; e dois shows na Cidade das Artes: Nilze Carvalho (às 18h) e Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro com solistas negros (às 19h).

O Cristo Redentor também vai receber uma iluminação especial. Amanhã, às 9h, estão previstas uma feira no Parque Madureira com uma competição de barbeiros, e uma roda de samba do grupo Ofarerê na Praia dos Amores, na Barra da Tijuca, também às 9h.



Agencia EBC