Rádio Juliano Luz

Covid-19: Brasil registra 13,3 mil casos e 436 mortes em 24 horas


Em 24 horas, as autoridades de saúde registraram 13.352 casos de covid-19. Também foram confirmadas 436 mortes em decorrência da doença. Os dados estão no balanço diário do Ministério da Saúde divulgado nesta quinta-feira (4), consolidado a partir das informações enviadas pelas secretarias estaduais de Saúde.  

Boletim epidemiológico 04.11.2021

Boletim epidemiológico 04.11.2021 – Ministério da Saúde

Com os novos casos, o total de pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus ao longo da pandemia chegou a 21.849.137. 

Ainda há 193.170 casos em acompanhamento, de pessoas que tiveram o quadro de covid-19 confirmado.

Com as novas mortes registradas pelas secretarias de saúde, a quantidade de pessoas que não resistiram à covid-19 alcançou 608.671. 

Ainda há 2.926 falecimentos em investigação. Essa situação ocorre pelo fato de haver casos em que o paciente faleceu, mas a investigação se a causa foi covid-19 ainda demandar exames e procedimentos posteriores.

Até esta quinta-feira, 21.047.296 pessoas já se recuperaram da covid-19.

Os números em geral são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da redução de equipes para a alimentação dos dados. Após os fins-de-semana e feriados, como ocorreu nesta semana, em geral há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizado.

Estados

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por covid-19 registradas até o momento estão São Paulo (152.222), Rio de Janeiro (68.409), Minas Gerais (55.670), Paraná (40.584) e Rio Grande do Sul (35.570).

Já os estados com menos óbitos resultantes da covid-19 são Acre (1.845), Amapá (1.993), Roraima (2.035), Tocantins (3.884) e Sergipe (6.032). Não houve novas mortes entre ontem e hoje no Acre e no Amapá.  

Vacinação

No total, até o início da noite desta quinta-feira (4) o sistema do Ministério da Saúde marcava a aplicação de 276,4 milhões de doses de vacina contra a covid-19 no Brasil, sendo 155,2 milhões da primeira dose e 121,1 milhões da segunda dose e dose única.

Foram aplicados 7,8 milhões de doses de reforço. No total, foram distribuídas 344,1 milhões de doses a estados e municípios.

 



Agencia EBC