Rádio Juliano Luz

Mais de 200 mil aposentados do Executivo fazem a prova de vida digital


Mais de 200 mil aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis do Poder Executivo Federal usaram o serviço Prova de Vida Digital nos últimos 12 meses, segundo a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia.

O serviço pode ser feito pelo celular, utilizando os aplicativos SouGov.br e Gov.br ou a ferramenta Analytics, do Banco do Brasil, no caso dos beneficiários que têm conta na instituição financeira.

Todos os anos, no mês do aniversário, cerca de 700 mil beneficiários do Executivo Federal civil precisam provar que estão vivos para continuar recebendo o pagamento. Até outubro de 2020, a prova de vida era feita exclusivamente de maneira presencial, na agência bancária onde o beneficiário recebe o pagamento ou na Unidade de Gestão de Pessoas do órgão, caso o pagamento já estivesse suspenso.

Com a pandemia de covid-19, a obrigatoriedade da prova de vida ficou suspensa entre março de 2020 e setembro de 2021.

Prova de Vida Digital

O serviço digital foi lançado em 24 de novembro de 2020, como projeto piloto dirigido a cerca de 10 mil beneficiários do Regime Próprio de Previdência Social do Executivo Federal e, em maio de 2021, a Prova de Vida Digital foi aberta a todos os aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis.

Para realizar a comprovação digital, o beneficiário precisa ter a biometria (identificação digital) cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

No celular, é necessário instalar o aplicativo Gov.br, por meio do qual é realizada a validação facial. O acompanhamento da situação da Prova de Vida e a obtenção do seu comprovante são realizados pelo aplicativo SouGov.br, desenvolvido exclusivamente para servidores ativos, aposentados e pensionistas da Administração Pública Federal.

Inteligência Analítica

Desde julho de 2021, os aposentados e pensionistas que têm conta no Banco do Brasil podem usar a ferramenta Analytics, que usa a ciência de dados para a criação de um conjunto de regras pré-definidas capazes de comprovar a vida de forma proativa e automatizada.

A solução foi lançada como projeto piloto pelo BB, em parceria com o Ministério da Economia, e em setembro passou a ser um processo padrão do banco para todos os aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis do Executivo Federal que recebem o pagamento pela instituição.

Atualmente, cerca de 560 mil beneficiários podem ter a Prova de Vida realizada pelo Analytics.

Identificada essa comprovação, que ocorre por meio de alguns tipos de interações dos beneficiários com o banco, eles são informados, por meio de mensagem de SMS, aplicativo de celular, internet ou terminais de autoatendimento do Banco, que sua Prova de Vida foi realizada e que estará vigente até o próximo período.

 

Independente do canal em que realizou a prova de vida, o aposentado, pensionista ou anistiado pode consultar sua situação pelo aplicativo SouGov.br – disponível nas lojas Google Play e App Store – ou pelo computador, acessando www.gov.br/sougov. No SouGov.br também é possível obter o comprovante e receber notificações para lembrar o prazo da realização da Prova de Vida.

 

Para saber como acessar o SouGov.br, consulte o site www.gov.br/servidor/sougov.



Agencia EBC